| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Boletim ECOLÓGICO Online
Desde: 02/02/2010      Publicadas: 90      Atualização: 24/02/2016

Capa |  Pró-Fundação Sabor Natureza  |  Carváo Náo  |  Clima  |  ECOLÓGICO Notícias  |  ECOTV  |  Entrevistas  |  Mobilidade  |  Mundo  |  Opinião  |  País  |  RádioECO  |  Reportagens  |  ViVerdeBambu


 País

  20/01/2016
  0 comentário(s)


Ação de madeireiros ilegais ameaça promessa de zerar desmatamento até 2030

Na Conferência do Clima em Paris, o Brasil se comprometeu a zerar até 2030 o desmatamento ilegal, mas a ação de quadrilhas na Amazônia pode inviabilizar a meta

Como parte das negociações na Conferência do Clima em Paris (COP-21), o Brasil se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até 2030. Mas a violenta disputa por terra na Amazônia, que por vezes extrapola o Estado de direito, ameaça a proposta brasileira.

Assassinatos de ativistas ambientais e agentes de órgãos que trabalham para conter a ação de quadrilhas de desmatamento ilegal não são raros na região. O assassinato da irmã Dorothy Stang, há dez anos, e recente a execução do segurança do Incra, Wislen Gonçalves Barbosa, são dois exemplos.

A grave situação faz do combate a estes criminosos uma meta mais urgente do que zerar o desmatamento. Isso porque a ação das quadrilhas inviabiliza a compromisso brasileiro apresentado em Paris.

Em entrevista ao jornal Financial Times, o Procurador-Chefe do Ministério Público Federal, Daniel Azeredo, alertou para a situação. “Conseguimos reduzir de forma significativa o desmatamento por parte de grandes fazendeiros e pecuaristas, mas ainda temos áreas menores sendo desmatadas por pequenos e médios produtores e quadrilhas criminosas.”

O Brasil conseguiu reduzir um quinto do desmatamento desde o pico registrado em 2004. No momento, o país tem uma média anual de desmatamento ilegal de cerca de 5 mil km. Mas, levando em conta a extensão territorial, o Brasil ainda desmata mais florestas por ano do que qualquer outro país.




  Mais notícias da seção Economia no caderno País
26/01/2011 – Economia – Pedidos de licença para exploração mineral batem recorde no País
Com preços das commodities em alta no mercado internacional, previsão do DNPM é que mineradoras façam 27 mil pedidos este ano; para as empresas, perspectivas de mudanças nas regras do setor também levam à antecipação da busca por licenças…



Capa |  Pró-Fundação Sabor Natureza  |  Carváo Náo  |  Clima  |  ECOLÓGICO Notícias  |  ECOTV  |  Entrevistas  |  Mobilidade  |  Mundo  |  Opinião  |  País  |  RádioECO  |  Reportagens  |  ViVerdeBambu
Busca em

  
355 Notícias